SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS NO ESTADO DE PERNAMBUCO

Notícias

Empregados da Ebserh, lotados no Hospital das Clínicas da UFPE, em greve a partir desta terça

Fonte: Ascom Sindsep-PE
04/06/2018





Os trabalhadores da Empresa Bra-sileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), lotados no Hospital das Clí-nicas (HC) da UFPE, entram em greve por tempo indeterminado a partir desta terça-feira, dia 5 de junho. O movimento paredista é nacional e tem como pauta central a luta contra o desmonte do SUS (Sistema Único de Saúde), além de questões específicas como melhores condições de trabalho e negociação dos acordos coletivos.

Para marcar o início da greve no HC/UFPE, os empregados da Ebserh Recife vão realizar um ato público na manhã desta terça-feira. A mobilização começa a partir das 7h, com panfletagem nas portarias de entrada do hospital e diálogo com a população. A atividade deve contar também com a participação do grupo de teatro TV Sindical. De uma forma lúdica, os atores vão retratar o descaso do governo Temer com a saúde pública e os impactos dessas medidas para a população.

Segundo Gislaine Fernandes, diretora do Sindsep-PE, enquanto durar a paralisação, a ideia é realizar outras atividades no piquete de greve. Ainda na tarde desta terça-feira, está prevista uma palestra com a analista técnica do Dieese, Jaqueline Natal. Ela vai falar sobre o desmonte da saúde pública promovido pelo governo Temer.

Uma dessas medidas desse desmonte, por exemplo, é a Emenda Constitucional (EC) 95/16. Trata-se de um dos primeiros pacotes de ajuste fiscal do governo Temer, o mais danoso de todos, porque prevê o congelamento por 20 anos de investimentos no serviço público, em setores como educação e saúde.

Até o momento, 20 hospitais universitários, em 14 estados (MA; MS; PI; RS; DF; MG; MT; CE; PR; TO; SE; BA; PE; e GO), já aderiram à greve nacional por tempo indeterminado. É possível que em breve mais estados e unidades da Ebserh façam adesão movimento.


Paralisação foi aprovada em assembleia e confirmada em plenária nacional

A decisão de entrar em greve por tempo indeterminado foi referendada em plenária nacional dos trabalhadores da Ebserh, realizada no dia 26 de maio, em Brasília. Antes, porém, os sindicatos realizaram assembleias nos estados e os trabalhadores aprovaram a paralisação. No Recife, a assembleia aconteceu no dia 25 de maio.

A direção da Ebserh propôs, e a categoria não aceitou, um reajuste de 60% do INPC nas cláusulas econômicas para o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2018/2019. O percentual, cerca de 1,02%, não representa sequer as perdas inflacionárias do período.

A Ebserh também propôs 100% do INPC nas negociações de 2017/2018, percentual calculado em 4,69%, mais um bônus de R$ 1.800,00 (valor paritário). Para tanto, os trabalhadores têm que desistir do dissídio coletivo, que aguarda julgamento no Tribunal Superior do Trabalho, e renunciar à retroatividade. A penúltima data-base foi março de 2017.

 


« Voltar



Receba Nosso Informativo

X