SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS NO ESTADO DE PERNAMBUCO

Notícias

Empregados da Ebserh Recife em estado de greve contra inércia nas negociações do ACT

Fonte: Ascom Sindsep-PE
04/04/2018





Os empregados da Ebserh Recife decidiram entrar em estado de greve. Eles estão mobilizados contra o descaso da empresa, que não avança nas negociações. A decisão foi tomada em assembleia realizada nesta quarta-feira, dia 4, no Hospital das Clínicas (HC/UFPE). Nesta sexta, 6 de abril, tem nova rodada de negociações do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2018/2019, em Brasília. O resultado desse encontro será divulgado nos informativos do Sindsep-PE. Fiquem atentos.
 
Nesta sexta, a Condsef/Fenadsef deve dizer à Ebserh se os trabalhadores aceitaram ou não a contraproposta apresentada pela empresa na rodada de negociações do último dia 27. Até o fechamento desta edição, a federação não tinha o resultado de todas as assembleias realizadas nos estados, mas em Recife, na assembleia realizada nesta quarta, a categoria rejeitou a contraproposta.
 
As divergências foram basicamente em torno de dois itens: jornada especial de trabalho e intervalo intrajornada. Sobre a jornada, a Ebserh quer incluir no acordo dispositivos que deixam como prerrogativa exclusiva da gestão a mudança de horário. Sobre o intervalo, no caso dos plantonistas de 12 horas, por exemplo, a ideia é descontar da carga horária o intervalo de uma hora para refeições.
 
Outra mudança proposta pela Ebserh é fazer jornada mista (trabalhar 6, 12 ou 24 horas), dependendo da necessidade da empresa. Além disso, querem que a compensação de horas, em vez de ocorrer em até 60 dias (dois meses), possa ser feita em 180 dias (seis meses).
 
A diretora do Sindsep-PE, Gislaine Fernandes, explicou durante a assembleia que a contraproposta da Ebserh só tratou de cláusulas sociais. Na rodada de negociações do último dia 27, a direção da Ebserh informou que a Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest) ainda não negociou índices de reajuste para os trabalhadores. 
 
Lembrando que o ACT 2017/2018 seguiu ao dissídio e encontra-se ainda no Tribunal Superior do Trabalho (TST) para votação. Já o novo acordo – que está sendo negociado – também está com a data-base vencida desde 1º de março, tendo a pauta sido entregue desde dezembro passado.

« Voltar



Receba Nosso Informativo

X