SAC: (81) 3421.9000

Menu

SINDSEP-PESINDSEP-PE

Notícias

Federais vão participar da greve geral de 48 horas, prevista para final de junho

Fonte: Ascom Sindsep
01/06/2017





A Campanha Salarial dos servidores federais já caminha para o quarto mês sem avanço nas negociações. “Infelizmente a avaliação é a pior possível. Com esse governo não dá. O Ministério do Planejamento alega que não pode negociar demandas que gerem impactos financeiros por conta da Emenda Constitucional (EC) 95 (Lei do Teto) e entendemos que praticamente todas nossas reivindicações geram, direta ou indiretamente”, argumenta a coordenadora geral do Sindsep-PE, Graça Oliveira.  É por isso que a categoria decidiu se engajar ainda mais nas atividades das centrais sindicais contra o governo Temer e as propostas de reforma trabalhista e da Previdência. 

 

Essa decisão foi tomada na reunião do Fórum das Entidades Nacionais de Servidores Federais (Fonasef), da qual a Condsef/Fenadsef participa, realizada no dia 31 de maio, em Brasília. No final de junho está prevista uma greve geral de 48 horas. A ideia é paralisar o maior número possível de órgãos públicos. Até lá, os servidores devem participar também de mobilizações nos aeroportos, nos estados, e no Congresso, em Brasília, para pressionar os parlamentares a não aprovarem as reformas do governo Temer. Além disso, foi aprovada a produção de campanhas publicitárias, com outdoors e post nas redes socais, para denunciar deputados e senadores favoráveis às reformas.     

Na reunião do Fonasef do dia 31 de maio também foi discutido o Projeto de Lei do Senado (PLS) 116/2017, de autoria da Maria do Carmo Alves (DEM), que prevê demissão do funcionalismo federal. “Esse é mais um ataque aos servidores. Não podemos admitir isso”, dispara Graça Oliveira. A pauta da categoria é vasta e há muito trabalho pelo frente, por isso no dia 7 de junho tem uma nova reunião agendada do Fonasef.


« Voltar

Últimas Notícias


Mais notícias »

Receba Nosso Informativo

X