SAC: (81) 3421.9000

Menu

SINDSEP-PESINDSEP-PE

Notícias

Recife sedia da Reunião do Coletivo Nacional de Formação da CUT

Fonte: Ascom Sindsep-PE
07/06/2017





O Sindsep-PE participa desde a última terça-feira, dia 6, da Reunião do Coletivo Nacional de Formação da CUT. O evento - que acontece no Centro de Formação e Lazer do Sindsprev, no bairro da Guabiraba - termina nesta quinta, 8, e tem o objetivo de construir coletivamente e aprovar o plano nacional de formação da Central Única dos Trabalhadores. O sindicato está representado pela diretora Lindinere Ferreira, como direção da CUT-PE, e pelo diretor Paulo Batista de Castro, como direção da Condsef/Fenadsef.

No primeiro dia de reunião do coletivo, a CUT trouxe vários olhares sobre a conjuntura política e econômica do país. O professor de sociologia Mario Ladosky, da Universidade Federal de Campina Grande, frisou que a formação sindical é agora, mais do que nunca, vital para enfrentar esse cenário adverso. Para o secretário geral da CUT nacional, Sérgio Nobre, a formação é um dos caminhos para o movimento sindical dialogar com a sociedade.

Ainda durante a sua intervenção, Sérgio Nobre reforçou a importância dos sindicatos mobilizarem suas categorias para a construção da Greve Geral, programada para acontecer no dia 30 de junho. A ideia é dar carga total, inclusive, no Esquenta marcado para o dia 30 deste mês.

"A mobilização dos trabalhadores definirá o rumo do país, se Temer fica e se, caindo, teremos escolha democrática com participação do povo. O clima nas bases é de transformar esse mês de junho num período de resistência. Faremos assembleias nas portas de fábrica e participaremos do ato unificado no dia 20 porque percebemos que o sistema político está tentando operar com ou sem Temer e, por isso, temos de fazer luta pelo Fora Temer, contra as reformas e  por Diretas Já que nos permitirão não só resistirmos às reformas, mas também colocarmos o Brasil nos trilhos", ressaltou o secretário geral da CUT.

Ainda nessa terça foi realizado um balanço anual da Secretaria Nacional de Formação, elencando os desafios e apresentação da proposta de programação para 2017. Dentre essas propostas está a realização da VI Conferência Nacional de Formação da CUT, com etapas locais (estadual, regional e nacional). Além de conferências livres; cursos de formação, comunicação e cultura; e pós-graduação em parceria com o Dieese. Também deve ser criado um grupo de trabalho para construir propostas de cursos profissionais e de negociação coletiva para o setor público, por exemplo.

Esta quarta, dia 7, foi voltada aos trabalhos de grupo e a plenária. Segundo a diretora da CUT-PE e do Sindsep-PE, Lindinere Ferreira, a ideia é disputar os recursos públicos com o Sistema S (Sesc, Senai, Sesi e Senac). Na reunião do coletivo também foi deliberado a construção de um fundo solidário para a auto sustentação das atividades de formação da CUT. “Vamos abrir um conta. A ideia é confeccionarmos camisas, por exemplo”, conta Lindinere.

Nesta quinta-feira, dia 8, a reunião do coletivo de formação fará uma avaliação do evento, mas a diretora da CUT-PE e do Sindsep-PE já adianta: “Essa reunião é uma mudança de paradigma. Estamos formando sindicalistas, que irão compor uma rede de formadores, que irão atuar nas suas bases e em outras categorias, dentro do princípio cutista da solidariedade. São formadores com outra visão de mundo, que vai além dos seus segmentos e categorias, que é a visão da classe trabalhadora”.

 

 


« Voltar

Últimas Notícias


Mais notícias »

Receba Nosso Informativo

X