SAC: (81) 3421.9000

Menu

SINDSEP-PESINDSEP-PE

Notícias

Trabalhadores protestam no Derby contra a reforma da Previdência do governo Temer

Fonte: Ascom Sindsep-PE
05/12/2017





“Se botar a reforma da Previdência para votar vamos realizar uma greve nacional. O Brasil vai parar de canto a canto e os trabalhadores vão utilizar de todas as suas ferramentas e estratégias para pressionar os parlamentares e o governo”, disse o presidente da CUT-PE, Carlos Veras, durante ato público realizado na praça do Derby, nessa terça (05/12), em protesto contra reforma da Previdência do governo Temer. O sindicalista também anunciou que na próxima segunda (11/12), a central participa de uma nova manifestação contra as medidas do governo golpista que será realizada em Pernambuco pela Contag, a Fetape e a Frente Brasil Popular no Estado. Do Derby, os manifestantes seguiram em passeata pela avenida Conde da Boa Vista.

Carlos Veras lembrou que a reforma da Previdência só não foi à votação nesta quarta-feira (06/12) porque as centrais sindicais haviam convocado uma greve nacional nessa terça-feira, que foi cancelada na sexta passada por conta do adiamento da votação. “Se não fosse isso eles estariam votando (a reforma da Previdência). Então, a classe trabalhadora precisa resistir. Estamos realizando um ato público agora em defesa da aposentadoria, do contrário vamos morrer sem nos aposentar”, lembra o presidente da CUT-PE.

O Secretário geral do Sindsep-PE, José Felipe Pereira, lembra que a reforma da Previdência traz em seu bojo uma série de ataques aos servidores públicos. Aumenta o tempo de contribuição para a categoria, os servidores precisa trabalhar 40 anos para atingir a integralidade, aumento da idade e etc. “Vários relatórios da Anfip, que é a associação dos auditores fiscais da Receita Federal, mostram que a Previdência não é deficitária. O que se visa é a manobra do mercado de fortalecer a Previdência privada”, disparou o diretor do sindicato. 

“É importante combater essas medidas do governo, principalmente as que atacam as políticas públicas, que atendem a maior parte da população brasileira, sobretudo a mais carente. Orientamos os nossos filiados e a toda a sociedade a mandar e-mails aos parlamentares, pressionar”, lembrou o coordenador geral do Sindsep-PE, José Carlos de Oliveira.


« Voltar

Últimas Notícias


Mais notícias »

Receba Nosso Informativo

X