SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS NO ESTADO DE PERNAMBUCO

Notícias

Outubro Rosa alerta para diagnóstico precoce do câncer de mama

Fonte: Ascom Sindsep-PE
13/10/2020




O mês de outubro é dedicado a uma campanha de conscientização que tem como objetivo principal o alerta sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama. O Outubro Rosa é propagado pela televisão, rádios, jornais e internet para chamar atenção sobre o que muitas mulheres e homens já sabem. Uma das melhores formas de garantir a cura do câncer é o diagnóstico precoce. Não é difícil encontrar relatos de pessoas que superaram a doença porque o diagnóstico chegou cedo. 

No entanto, em tempos de pandemia do novo coronavírus, muitas pessoas estão evitando sair de casa, inclusive para ir a clínicas e hospitais. Importante destacar que o câncer de mama ocorre quase que exclusivamente em mulheres, mas também atinge alguns homens. E muitas mulheres e homens deixaram de fazer seus exames periódicos porque as clínicas estavam fechadas nesse período de pandemia. Houve uma redução drástica na realização de exames e pessoas com câncer podem estar sem diagnóstico, com a doença avançada, sem saber. E isso vem preocupando os profissionais de saúde. 

Com a retomada dos serviços, a recomendação é de que todos procurem seus médicos e retomem os exames de rotina. Claro que tomando todos os cuidados com a prevenção ao novo coronavírus, como o uso de máscaras, marcação de horário para evitar aglomeração nas clínicas e uso de álcool em gel.  

“O câncer de mama pode ser curado em seu estágio inicial. Na maioria das vezes, nem precisamos retirar a mama. Apenas a parte onde está localizado o tumor. Por isso a importância de um diagnóstico na fase inicial da doença”, destacou a coordenadora do Ambulatório de Mastologia do Hospital de Câncer de Pernambuco, Denise Sobral.  A chance de cura quando se descobre o câncer de mama no começo é de 95%.

Os exames 

O câncer de mama é o que mais mata mulheres no mundo.  Por isso a importância dos exames. Todas as mulheres acima dos 40 anos de idade devem fazer a mamografia uma vez por ano. Mas o câncer de mama pode atingir mulheres a partir dos 25 anos, quando se dá o desenvolvimento completo das mamas, além de homens em número reduzido. Por isso é fundamental que todas conheçam seus corpos, para saber o que é e o que não é normal em suas mamas. 

O autoexame da mama, uma vez por mês, pode auxiliar em um diagnóstico precoce. Importante destacar que, embora muitos tipos de câncer de mama possam apresentar-se como um nódulo, nem todos o fazem dessa forma. Existem outros sinais e sintomas que devem ser comunicados imediatamente a um médico. 

Deve-se observar se um dos seios ou os dois apresentam: nódulos, covas, mamilos e aréolas com aspecto rugoso, áreas avermelhadas e quentes, secreções da cor vermelha ou transparente, feridas na pele, caroços elevados, mamilo retraído, veias crescentes, mudança no formato ou tamanho e aspecto de casca de laranja.  O ideal é que a mulher faça o autoexame da mama uma vez por mês, de cinco a sete dias depois da menstruação ou em um dia fixo para quem não menstrua.  

Importante destacar que todos os sintomas citados acima, mesmo os nódulos, não estão relacionados diretamente ao câncer. Muitos nódulos podem ser benignos. Os tumores benignos de mama são crescimentos anormais, mas não se disseminam. O que vai determinar o que está causando a alteração na mama são exames como a mamografia, ultrassom ou ressonância magnética. Por isso a necessidade de se procurar um especialista. 

Uma vida saudável

Evidências científicas apontam que um estilo de vida saudável é a forma mais ideal na prevenção contra diversos tipos de doenças crônicas, incluindo o câncer. Hábitos de vida como uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais, com menos gordura, principalmente, de origem animal, é fundamental para a prevenção da doença. A dieta deve estar associada à prática de atividades físicas para manter o peso adequado à altura. Também deve-se evitar o consumo em excesso de bebidas alcoólicas e o tabagismo.  

“A gordura animal, frituras, enlatados, embutidos, alimentos com excesso de sal e açúcar interferem na defesa imunológica, promovem aumento da inflamação, causando um dano celular, e resultando em câncer”, sublinhou a mastologista Denise Sobral. 
 

« Voltar

Receba Nosso Informativo

X