SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS NO ESTADO DE PERNAMBUCO

Artigos

Pô, Ricardo Salles, quer dizer que o delegado Saraiva chutou o pau da barraca?

16/04/2021





 

Por José Roberto Torero*

Pô, Diário, deu a maior forrobodó com o Ricardo Salles! E o chato é que eu adoro o garoto. Até invento uns apelidos bacanas pra ele, tipo Rei do Gado, Tocha-Humana, Cupim e Pica-Pau. O treco foi o seguinte: A Polícia Federal do Amazonas, dirigida por um tal de Alexandre Saraiva, fez a maior apreensão de madeira ilegal da história: 43.700 toras. Mas aí teve o contra-ataque dos madeireiros: eles chamaram o Salles, que foi até lá, viu os documentos de duas toras (só faltaram os das outras 43.698, kkk!) e disse que não tinha nada ilegal. Era só o Saraiva entregar o jogo e devolver a madeira.

Mas, em vez disso, ele fez um contra-contra-ataque: respondeu que tinha dez laudos provando a ilegalidade da coisa, que era como se “um carro fosse parado na estrada e o motorista mostrasse o documento de um Fusca, quando estava dirigindo um Chevette”. Pô, o Saraiva armou a maior barraca e chutou o pau do barraco. Ou será que o certo é dizer armou o maior barraco e chutou o pau da barraca? Ah, sei lá! O que eu sei é que o Ricardo Salles armou um contra-contra-contra-ataque: fez o novo diretor-geral da Polícia Federal, o Paulo Maiurino, tirar o Alexandre Saraiva da chefia da PF no Amazonas.

PF avisa Supremo que Salles é aliado de acusados de desmatamento ilegal recorde na Amazônia
Parecia que o jogo tinha acabado, mas então teve um contra-contra-contra-contra-ataque. É que o doido do Alexandre Saraiva encaminhou pro STF uma notícia-crime, pedindo investigação da conduta do Rei do Gado. Um procurador do Ministério Público se animou e pediu o afastamento cautelar do Tocha-Humana, pois disse que ele se comportou como advogado da madeireira. E ainda evitou a cobrança de vinte multas ambientais, dando mais R$ 8,3 milhões de prejuízo pro governo. Para completar, o Randolfe Rodrigues, aquele da CPI da Covid (se eu pego esse cara num beco…) quer que Cupim vá ao senado explicar tudo.

Pô, Diário, o Pica-Pau fez tudo o que eu queria: acabou com as multas ambientais, botou os funcionários mais empenhados pra cuidar do almoxarifado, acabou com o papinho com as ongs, está liberando soja, garimpo e o escambau. Como é que eu vou demitir um cara que fez exatamente o que eu mandei?

*José Roberto Torero é jornalista, escruitor e cineasta


« Voltar

Receba Nosso Informativo

X