SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS NO ESTADO DE PERNAMBUCO

Notícias

#28 Out: atos de rua e nas redes sociais marcarão o Dia do Servidor

Fonte: Ascom Sindsep-PE
25/10/2021




Em vários momentos da história brasileira, o serviço público e seus trabalhadores sofreram ataques diretos do governo federal. Foi assim durante a ditadura civil militar brasileira e durante os governos dos ex-presidentes José Sarney, Fernando Collor de Mello e Fernando Henrique Cardoso. Mas os servidores nunca baixaram a cabeça às arbitrariedades. E agora, durante os ataques promovidos pelo governo Jair Bolsonaro, não está sendo diferente. O Dia do Servidor, na próxima quinta-feira, 28, será marcado por um Dia Nacional de Lutas com atos, mobilizações, paralisações, assembleias e audiências contra a PEC 32, da reforma Administrativa. 

Representantes do Sindsep-PE irão integrar o ato contra a PEC-32 que será realizado, a partir das 9h, na frente da Assembleia Legislativa de Pernambuco. "O objetivo é receber apoio da população e dos deputados estaduais, aliados dos parlamentares federais que irão analisar a PEC em Brasília. Os deputados locais também podem convencer os federais dos males que esta Reforma trará para o Brasil", destacou o coordenador-geral do Sindsep-PE, José Carlos de Oliveira.

No mesmo dia, às 11h30, o Sindsep fará mais um de seus atos solidários, com distribuição de marmitas para moradores em situação de rua, no centro do Recife. A distribuição das marmitas é uma parceria do Sindicato com o Movimento dos Trabalhadores sem Terra (MST). O ato será realizado no Armazém do Campo, localizado na avenida Martins de Barros, nº 395, no bairro de Santo Antônio. Serão distribuídas 200 refeições, preparadas com produtos da agroecologia. O Sindicato também irá distribuir panfletos contra a PEC-32. 

O programa Roda de Conversa, que vai ao ar no canal TV Sindsep-PE no Youtube, também no dia 28, terá como tema 'O papel do servidor público no estado brasileiro'. Esta edição terá a participação de José Carlos de Oliveira,  do consultor e analista político, Antônio Queiroz,  e do diretor técnico do Dieese, Fausto Cardoso Júnior.

Em Brasília 

Em Brasília, as atividades de recepção a parlamentares no aeroporto e a vigília permanente em frente ao Anexo II da Câmara dos Deputados serão mantidas. “Apesar dos ataques constantes ao serviço público e aos servidores federais por parte do governo Bolsonaro, está havendo um grande movimento de união e mobilização por parte dos trabalhadores. Estamos promovendo uma agenda semanal de atos em Brasília e nas redes sociais. A ordem é evitar que o atual governo consiga destruir o serviço público brasileiro”, comentou José Carlos de Oliveira. 

O objetivo central da PEC-32 é promover o desmonte dos serviços públicos para que suas funções, nas mais diversas áreas, sejam repassadas à iniciativa privada. Além disso, Bolsonaro pretende aparelhar o estado com apadrinhados políticos, ao invés de realizar concursos públicos. 

O governo está querendo aprovar a PEC-32 no momento em que o Brasil passa por uma das maiores crises econômicas da sua história. Estamos atingindo altos índices de desemprego, miséria e fome no Brasil de Bolsonaro. E com as empresas privadas tomando conta dos serviços que deveriam ser públicos e gratuitos, boa parte da população não terá acesso a benefícios em áreas como as da saúde, educação e segurança alimentar. Ou seja, a população carente viverá completamente à margem da sociedade. 

Apesar de o presidente da Câmara Federal, deputado federal Arthur Lira (PP), ainda não ter os 308 votos necessários à aprovação da proposta, o governo está agindo para concretizar o seu objetivo. No balcão de negócios do Congresso, o governo está oferecendo R$ 20 milhões por emenda parlamentar para quem votar a favor da PEC 32. 

Por isso que os servidores públicos e a sociedade precisam, mais do que nunca, darem as mãos e marcharem juntos , nas ruas e nas redes sociais,contra a PEC-32. Do contrário, o serviço público brasileiro sofrerá o maior desmonte da sua história. 

Redes Sociais

Esta semana também será marcada por twitaços, zapaços e uma live que fechará a programação. Os servidores podem usar a hashtag #PEC32vaiCAIR em suas redes.  A Campanha Cancela a Reforma está disponibilizando cards, vídeos, panfletos e música denunciando os males da PEC-32. Veja o material na lista abaixo e participe. 

Para pressionar os deputados, os servidores que não estão em Brasília devem acessar o site Na Pressão (aqui) e mandar um recado para que os parlamentares votem NÃO à PEC-32: Quem votar a favor da PEC-32, não voltará a ser eleito. Ao acessar a página, o servidor pode mandar seu recado pelo WhatsApp, e-mail ou telefone.

Os  funcionários públicos podem ainda acessar a Enquete da PEC 32/2020 e votar na opção Discordo Totalmente. Para votar basta entrar no endereço eletrônico (aqui).

Para receber as informações da luta contra a Reforma no celular, o interessado pode enviar uma mensagem para o número de telefone: (61) 98357-4114. O servidor também pode enviar um oi para o telefone do Sindsep-PE Conectado: (81) 99976-2839.

 

Confira abaixo os links de acessos aos cards e a música da campanha e participe. A luta contra a PEC 32 é de todos nós!

Cards denunciam PEC 32

Cards Campanha Cancela a Reforma (aqui)

Cards para pressão a parlamentares (aqui

 

Música denuncia a reforma Administrativa

Funk Não à PEC-32 (aqui
 

 

 


 

« Voltar

Receba Nosso Informativo

X
Este website utiliza cookies

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência, otimizar as funcionalidades do site e obter estatísticas de visita. Saiba mais