SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS NO ESTADO DE PERNAMBUCO

Notícias

Abra o Olho, 23 anos de luta no carnaval de PE

Fonte: Ascom Sindsep-PE
09/02/2021



Se este ano não tem Abra o Olho por causa da Covid-19, o que tem para hoje? Só saudade. No Garra Diário desta quarta-feira, 10 de fevereiro, o Sindsep-PE faz um resgate dos temas de todos os desfiles e bailes do bloco ocorridos até agora. Lembrando que se não fosse o coronavírus seria a 24ª edição da agremiação carnavalesca nesta sexta, dia 12, abrindo o que seria mais um carnaval do Recife. 

Reforçando também que, mesmo sem festa, o Abra o Olho deixou seu recado em 2021 com o tema “Carnaval só vacinado, aí vai ser folia e fora Bolsonaro!”. Agora, a expectativa é que no próximo ano, com boa parte da população vacinada e o vírus controlado, o sindicato possa fazer mais uma edição do bloco carnavalesco.

O Abra o Olho foi fundado em 1999. A ideia do bloco era fazer uma crítica social de forma criativa e aproximar os servidores federais da sociedade. E a iniciativa deu certo. Hoje, ele é um bloco lúdico-político, que mescla animação, política, humor e irreverência, que participa com “GARRA” do carnaval de Pernambuco. Todo ano ele traz um tema que lembra um acontecimento ou transmite alguma mensagem da luta para os servidores.

No início, o Abra o Olho desfilava pela avenida Conde da Boa Vista. Com a reforma da via, em 2015 ele passou a ser um baile de carnaval na sede do sindicato, voltando às ruas em 2020. 

Mensagens lúdico-políticas do bloco carnavalesco

1999

Esse foi o primeiro ano do Bloco “Abra o Olho” e teve como tema o próprio nome.

 

2000

Pau em FHC” foi o tema do segundo ano. O bloco arrastou uma multidão de foliões, insatisfeitos com o governo da época.

 

2001

Insatisfeito e sedento por mudanças, o Sindsep –PE reforçou sua revolta com o tema do Abra o Olho, “Vamos detonar FHC!

 

2002

Vira, vira, virou”. Como era ano de eleição, o sentimento de mudança contaminava a todos os brasileiros.

 

2003

Depois de muita luta, Lula consegue eleger-se, mas uma doença inesperada acomete o presidente. O  tema do bloco foi “Bursite 0”.

 

2004

Para reforçar o propósito de existência do Sindsep, “Virado na luta” foi o tema da agremiação em 2004,.

 

2005

Para manter o objetivo do bloco, que é de alegria e protesto, a agremiação partiu com o tema “Se essa p... não mudar, vamos à luta”.

 

2006

Incluir é a solução – dignidade Brasil”. A idéia de inclusão social toma conta do país, que estava entendendo que esse é o melhor caminho para o fim da ignorância.

 

2007

O Abra o Olho fez uma homenagem especial ao Nordeste e ao seu povo. “Dá-lhe Nordeste! E Viva o Trabalhador!”.

 

2008

Paz, Dentro e Fora da Folia” foi o tema de 2008 e tratou da questão da segurança pública.

 

2009

10 anos na Folia - sempre na luta pela natureza” foi o tema do bloco, mostrando que a pauta de reivindicações dos servidores deve ir além.

 

2010

A agremiação trouxe como tema “Ame o Meio. Faça Limpo!”, mais uma vez com foco no meio ambiente.

 

2011

"Abram alas para elas!" para enaltecer as mulheres e quebrar paradigmas sobre gêneros.

 

2012

"Rio + 20 – Eco de novo!", já que há 20 anos atrás o Brasil tinha sediado a Eco 92.

 

2013

Um ano antes das eleições presenciais, o Abra o Olho deu um recado e ao mesmo tempo fez um apelo: “Segue à esquerda Brasil”.

 

2014

Pegando carona na Copa do Mundo de 2014, "Abra o Olho Brasil – Sindsep 25 anos!" para cobrar um padrão Fifa também para os servidores federais.

 

2015

A mídia foi, sem dúvida, uma das responsáveis pelo que veio a ser depois o golpe de 2016. Por isso, num clima de protesto, o Abra o Olho trouxe como tema “Que mírdia é essa Brasil?

 

2016

Quem tem “CUnha tem medo” foi o tema, em alusão aos desmandos do então presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha.

 

2017

"Amar sem Temer", uma crítica à intolerância e ao ódio que se propagava no país.

 

2018

Com a reforma da Previdência prestes a ser votada no Congresso, o sindicato mandou o recado com o tema “Tire sua reforma do caminho que eu quero frevar

 

2019

"Esse suco é ruim que dói! Mas a gente é madeira que cupim não rói!" foi uma referência aos escândalos e ações promovidas pelo governo Bolsonaro.

 

2020

Eles querem destruir, nós vamos resistir!”, uma alusão à política de desmonte do Estado brasileiro promovida pelo governo Bolsonaro.

 

2021

Carnaval só vacinado, aí vai ser folia e fora Bolsonaro!”, uma crítica ao negacionismo do governo Bolsonaro e ao descaso com a vacinação e às milhares de vidas perdidas por conta da pandemia de Covid-19.

 

« Voltar

Receba Nosso Informativo

X