SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS NO ESTADO DE PERNAMBUCO

Notícias

Brasil despenca do 9º para o 12º lugar no ranking das maiores economias do mundo

Fonte: CUT Brasil
10/11/2020



Com Jair Bolsonaro (ex-PSL) no comando do país e o banqueiro Paulo Guedes dando as cartas no Ministério da Economia, Brasil despenca e perde espaço entre as 10 maiores economias do mundo.

Segundo dados do Fundo Monetário Internacional (FMI) compilados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), em 2020, o país ficará em 12º lugar no ranking das maiores economias do mundo, atrás de Canadá, Coreia do Sul e Rússia, três países que ficaram na nona, na décima e na 11ª posição, respectivamente. A informação foi publicada pelo jornal Valor Econômico.    

Em 2019, primeiro ano de Bolsonaro no poder, o Brasil já havia caído da 8ª para 9ª posição entre as 10 maiores economias do mundo, atrás de EUA, China, Japão, Alemanha, Índia, Reino Unido, França e Itália. E este ano, deve cair mais três posições.

Nos governos do PT país chegu ao 6º lugar 

Em 2002, último ano do governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), o Brasil ocupava a 13ª posição no ranking global de economias medido pelo PIB em dólar, segundo dados do Banco Mundial e FMI.

Nos governo dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff, o país chegou, no fim de 2011, ao 6º lugar, desbancando a Grã-Bretanha, segundo projeções do Centro de Pesquisa Econômica e de Negócios (CEBR, na sigla em inglês), divulgadas na época pela BBC.

Em 2012, o Brasil caiu para o sétimo lugar, posição que ocupou até 2014, depois ficou em oitavo lugar entre 2015 e 2018, apesar da crise política e econômica provocada pelo golpe de estado que destituiu a presidenta Dilma, em 2016.

« Voltar

Receba Nosso Informativo

X