Filiado à Cut e à Condsef/Fenadsef

Notícias

Brigadas digitais e comitês de luta: a CUT de olho nas eleições

22/06/2022




No ano de eleições que prometem ser decisivas para que o país retome o caminho do desenvolvimento com menos desigualdades e mais qualidade de vida para toda a população, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e suas entidades filiadas lançaram um projeto estratégico, o brigadasdigitais.com.br

O site é um espaço on-line com sugestões de posts (dos mais diversos formatos), stories, vídeos e figurinhas para que o trabalhador e a trabalhadora brasileira compartilhem, com seus familiares e amigos, nas redes sociais, principalmente no WhatsApp, fatos reais e dados importantes, visando a defesa da democracia e o combate às fake news.

Qualquer pessoa pode fazer parte da maior rede de trabalhadores e trabalhadoras da América Latina! Para isso é só criar uma Brigada Digital e propagar as informações contidas no site. É fácil e rápido. Basta montar um grupo no Whatsapp com pelo menos 10 pessoas, mas pode ter até 256. Em seguida, deve-se fazer um cadastro no site brigadasdigitais.com.br clicando em “cadastrar brigada”. É esse cadastro que torna o grupo uma Brigada Digital! 

No cadastro, a informação mais importante é o link do grupo de WhatsApp. Para conseguir o link, deve-se abrir o grupo do Whatsapp, clicar no nome do grupo e depois, lá embaixo, em “convidar via link”. Aí é só copiar e colar. É o cadastro que vai permitir que o grupo entre na rede e receba todos os conteúdos da brigada. 

O lançamento do brigadasdigitais.com.br é a terceira fase do projeto de comunicação da CUT, iniciado no ano passado com a formação de formadores em comunicação popular digital e a formação de organizadoras/es de brigadas digitais. 

A página eletrônica é um espaço diferenciado, cujos materiais de divulgação defendem pautas relacionadas a toda a classe trabalhadora.

“Precisamos disputar ideais nas redes sociais. Defender a pauta da classe trabalhadora, como o fortalecimento do serviço público e a manutenção da democracia em nosso país. Questões que vão além do nosso local de trabalho, do individual, e perpassa para uma luta coletiva em busca de uma sociedade melhor”, frisa o coordenador geral do Sindsep-PE, José Carlos de Oliveira.

Comitês de Luta

Visando a vitória de um projeto progressista nas urnas, que dialogue com os trabalhadores e trabalhadoras, a CUT lançou também, no final de fevereiro, os Comitês de luta em defesa da classe trabalhadora, pela vida e democracia. 
A ideia é que as entidades cutistas realizem assembleias, plenárias e outras atividades de formação com participação e atuação dos trabalhadores para ocupar as ruas e os espaços físicos como escola, trabalho, igreja etc.

Em live de lançamento dos comitês de luta, o presidente nacional da CUT, Sérgio Nobre, reforçou que as eleições deste ano serão fundamentais para o futuro do país, que anda no caminho do retrocesso desde o golpe de 2016. 
Para Sérgio Nobre, é preciso trabalhar os valores na sociedade brasileira, reforçar a solidariedade e enfrentar os pilares de ódio e individualismo, principais pilares do bolsonarismo.

“Não tenho a menor dúvida de que tanto os Comitês como as Brigadas Digitais vão fazer a diferença na superação da conjuntura que vivemos. Será uma grande contribuição da CUT para a luta da classe trabalhadora, para derrotar o Bolsonaro e reconstruir o Brasil. Tenho fé nisso”, afirmou o presidente da CUT.
 

« Voltar


Receba Nosso Informativo

X
Este website utiliza cookies

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência, otimizar as funcionalidades do site e obter estatísticas de visita. Saiba mais