SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS NO ESTADO DE PERNAMBUCO

Notícias

Campanha #AbraceAVacina mobiliza o Brasil em defesa da vacinação

Fonte: Ascom Sindsep-PE
26/02/2021




O Sindsep-PE está engajado na campanha #AbraceAVacina e convoca todos os seus filiados a participarem ativamente da mobilização. A campanha é uma iniciativa do coletivo Direitos Já! Fórum pela Democracia e da Frente pela Vida e tem o apoio de diversas entidades como o Conselho Nacional de Saúde (CNS), conselhos de saúde estaduais e municipais, profissionais da área, movimentos e organizações da sociedade civil e personalidades públicas. Ela tem como objetivo disseminar entre a população as informações sobre a segurança e eficácia dos imunizantes para à Covid-19, papel que deveria ser do governo federal. 

“O que estamos presenciando, desde o início da pandemia, é o presidente Jair Bolsonaro e os seus ministros e assessores fazendo exatamente tudo o que não deveriam fazer para proteger a população do coronavírus. Não é à toa que estamos vivendo, hoje, uma das piores situações entre todos os países do mundo, com mais de 250 mil mortes. Já morreu mais gente do que as vítimas das bombas atômicas de Hiroshima e Nagasaki juntas, que mataram cerca de 200 mil pessoas, comovendo todo o mundo. Agora, estamos vivenciando um processo de vacinação a conta gotas com muitas pessoas com medo de tomar a vacina por causa da enorme quantidade de mentiras espalhadas nas redes sociais. Por isso, precisamos propagar esta campanha”, comentou o secretário geral do Sindsep, José Felipe Pereira. 

O grande desafio da campanha é informar a parcela da população que se mostra resistente à vacina influenciada pelas chamadas fake news. A campanha pretende mobilizar cidadãos e cidadãs que abracem a ideia em defesa da vida, espalhando informações relevantes e de qualidade sobre as vacinas em suas redes. O objetivo final é o de construir a imunização coletiva, com máxima amplitude de brasileiros e brasileiras.

As mentiras sobre as vacinas

A aprovação da vacina pela Anvisa já bastaria para que a população a tomasse sem preocupação. Mas várias notícias falsas circularam no Brasil, sobretudo, via whatsapp, alardeando problemas da vacina. Na verdade, o objetivo de Bolsonaro em espalhar notícias falsas é o de economizar recursos do governo federal. 

Em dezembro, a BBC produziu reportagem esclarecendo diversos fatos. A primeira informação importante é que a vacina não altera o DNA humano, uma vez que o material genético usado é o do vírus, o RNA mensageiro. Ou seja, ninguém vai virar jacaré. O monitoramento de segurança da vacina é constante, mesmo após aprovação para uso.

A matéria informa que não existe nenhum microchip de rastreamento de pessoas inserido na vacina, o que seria impossível. A vacina também não contém tecidos de fetos abortados. Ela é, em alguns laboratórios, testada em tecido humano.

Vale lembrar que praticamente todos os países já iniciaram suas campanhas de vacinação. O Brasil é um dos últimos a vacinar sua população. Mas, antes tarde do que nunca!

A campanha

Quem aderir a campanha deve usar a hashtag #AbraceAVacina em suas redes sociais. A campanha está disponibilizando material e informações sobre as vacinas no canal do Telegram: https://t.me/abraceavacina e no site oficial www.abraceavacina.com.br. 

Os voluntários também podem gravar vídeos defendendo a vacinação e postar em suas redes sociais. Ainda podem colocar o tema “Abrace a Vacina” na foto de seus perfis no facebook. 

No lançamento oficial da campanha, dia 18 de janeiro, foi divulgado o manifesto “Quem ama vacina, abrace essa ideia.” O documento destaca que o Brasil possui capacidade histórica de produzir vacinas e sempre foi considerado referência mundial pelas diversas campanhas de imunização em todo o complexo território nacional. 

O manifesto também ressalta a série de problemas de planejamento do governo federal e a importância do SUS, que tem dado a resposta necessária nesta pandemia, mesmo sofrendo constantes ataques de desmonte e desfinanciamento. 

Faça parte e divulgue esta campanha em defesa da vida de todos os brasileiros e brasileiras. Não podemos ficar esperando que o governo faça o que não fez até agora, apenas por vontade própria.  Precisamos pressioná-los. Juntos e juntas venceremos esta pandemia!
 

« Voltar

Receba Nosso Informativo

X