SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS NO ESTADO DE PERNAMBUCO

Notícias

Conselho estadual de saúde pressiona governo em defesa dos profissionais da área

Fonte: Ascom Sindsep-PE
05/05/2020



Cerca de 50% dos trabalhadores de saúde, que estão sendo testados para a covid-19 em Pernambuco, estão positivos. O índice é altíssimo, por isso que a representação dos trabalhadores no Conselho Estadual de Saúde (CES-PE) vem pressionando a gestão Paulo Câmara para tentar ao menos minimizar a situação.  

“Enquanto controle social estamos pressionando o governo estadual. Coletando dados, emitindo notas, fazendo um acompanhamento remoto”, conta o secretário geral do Sindsep-PE, José Felipe Pereira, que faz parte do Conselhos Estadual da Saúde representando o sindicato. Ele explica que o isolamento social motivado pela pandemia comprometeu a fiscalização e outras áreas, mas a pressão continua.

O CES-PE já denunciou a subnotificação dos casos de covid-19 em Pernambuco, bem como a demora no aparecimento dos casos confirmados no boletim do Estado, algo que está levando em torno de 10 dias. Na prática, essa lentidão faz com que mais pessoas sejam contaminadas por um doente, que até então não tem a confirmação do diagnóstico. 

“No interior, estamos acompanhando a notificação de casos inclusive através da mídia local. Tenho acompanhado diariamente os blogs locais", conta José Felipe Pereira. 

Em Araripina, por exemplo, o Conselho Estadual  de Saúde denunciou a existência de apenas dois testes rápido para covid-19, aqueles de cotonete, na rede pública de saúde. Em Petrolina, uma região populosa do Sertão, as amostras com os testes para covid-19 são recolhidos apenas uma vez por semana, para serem analisados na capital, o que demora e muito os resultados. 

CONSELHO NACIONAL 
O secretário geral José Felipe Pereira representa o Sindsep-PE também no Conselho Nacional de Saúde (CNS), na Comissão Intergestora de Recursos Humanos e Relações do Trabalho. “Lá estamos na luta pela revogação da Emenda Constitucional 95 (EC 95/16), que retirou mais de R$ 20 bilhões do SUS só no ano passado, inviabilizando o sistema não só em tempos de coronavírus, mas sem pandemia mesmo”, conta o sindicalista.

Os conselhos de saúde são mecanismos do controle social, previsto na Constituição. Ou seja, a participação da sociedade civil organizada no acompanhamento e decisão de políticas públicas de saúde. Os conselhos são tripartites, compostos 25% pela gestão e prestadores de serviço; 25% trabalhadores; e 50% usuários. José Felipe Pereira representa o Sindsep-PE no CES-PE e no CNS no segmento dos trabalhadores.

« Voltar

Receba Nosso Informativo

X