Filiado à Cut e à Condsef/Fenadsef

Notícias

Contratos de escritório de Jair Renan, investigado por tráfico de influência, somam R$ 158 mil

Fonte: Brasil 247
18/05/2022



Os contratos de aluguel e reforma de um escritório localizado em Brasília em nome de Jair Renan Bolsonaro, filho “Zero Quatro” de Jair Bolsonaro, somam cerca de R$ 158 mil. O jovem é investigado pela Polícia Federal pelos supostos crimes de tráfico de influência e lavagem de dinheiro envolvendo a empresa Bolsonaro Jr Eventos, de sua propriedade.

De acordo com a coluna do jornalista Guilherme Amado, do Metrópoles, o contrato assinado em 2020  para o aluguel do “camarote 311 do estádio Mané Garrincha, com 18 cadeiras exclusivas, durou um ano. O preço mensal foi de R$ 8.820, a um valor anual de R$ 105.840. O contrato foi firmado entre a Arena BSB, administradora do estádio em Brasília, e Jair Renan, como pessoa física”

Ainda segundo a reportagem, o documento aponta que os repasses deveriam ser feitos por meio de  transferência bancária para a Arena BSB. Em seu depoimento à Polícia Federal, no mês passado, Jair Renan negou a existência de irregularidades e afirmou que o único contrato que assinou foi o do aluguel do imóvel. Ele também disse não se lembrar do valor do contrato.

A investigação da PF, porém, identificou que o contrato inicial para a reforma previa um custo de R$ 52,5 mil. A mensagem com o valor foi enviada em junho de 2020 pela arquiteta responsável pela obra, Tânia Fernandes, a Allan Lucena, ex-parceiro comercial de Jair Renan.

À PF, Tânia revelou que o valor caiu para R$ 9,5 mil e foi custeado pelo empresário bolsonarista Luis Felipe Belmonte, que atuou sem sucesso para criar o Aliança Brasil, partido de extrema direita idealizado por Jair Bolsonaro.

« Voltar


Receba Nosso Informativo

X
Este website utiliza cookies

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência, otimizar as funcionalidades do site e obter estatísticas de visita. Saiba mais