Filiado à Cut e à Condsef/Fenadsef

Notícias

CUT, FUP e movimentos sociais: todos juntos, hoje, em defesa da Petrobras

Fonte: Sindsep-PE
23/02/2015



Defender a Petrobras e se contrapor à campanha capitaneada pela mídia e setores à direita para privatizar a maior estatal brasileira são os motivos que movem os movimentos sociais e intelectuais a lançarem, hoje, o manifesto Defender a Petrobras é defender o Brasil. O documento, já em circulação na internet, pretende colher assinatura dos brasileiros que são contra os ataques que a empresa vem sofrendo nos últimos meses, por conta das denúncias de corrupção que envolvem não só alguns de seus executivos como também políticos e empreiteiras.
De acordo com informações divulgadas pela CUT Nacional – uma das organizadoras da campanha, juntamente com a Federação Única dos Petroleiros (FUP) – “o valor de mercado da Petrobras, que era de 15 bilhões de dólares em 2002, é hoje de 110 bilhões de dólares”. Portanto, a empresa continua forte e desperta interesses do capital privado e estrangeiro.
A CUT, a FUP e demais entidades que participam da campanha defendem a apuração das denúncias e a punição dos culpados, mas exigem que estatal seja preservada e cumpra seu papel enquanto agente de riqueza e desenvolvimento do país, fonte de investimento para as áreas de saúde e educação.
Intelectuais como os escritores Eric Nepumoceno e Fernando Moraes, a jornalista Hildegard Angel, o ci-neasta Luiz Carlos Barreto, a filósofa Marilena Chauí, e o economista Luiz Gonzaga Belluzzo já assinaram o manifesto e confirmaram presença no lançamento da campanha, hoje à noite, na sede da Associação Brasileira de Imprensa, no Rio de Janeiro. Para assinar online, o documento está disponível no endereço http://www.fup.org.br/2012/assinatura-de-manifesto.
“Nós do Sindsep-PE temos como bandeira história a defesa do serviço público e dos servidores federais. Não seria diferente agora, quando a Petrobras tem sido alvo preferencial da mídia para desconstruir a maior empresa estatal da América Latina. Está muito claro que existem interesses privados nisso tudo. Querem desmoralizar a Petrobras para vendê-la a preço de banana para o capital privado, como fizeram com a Vale do Rio Doce e outras estatais que privatizaram. Essa campanha é em defesa do Brasil. Que apurem-se os fatos e julguem-se os culpados. Mas a Petrobras é do povo brasileiro e não abrimos mão dela”, desabafa a coordenadora geral do Sindsep, Graça Oliveira.
 
« Voltar


Receba Nosso Informativo

X
Este website utiliza cookies

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência, otimizar as funcionalidades do site e obter estatísticas de visita. Saiba mais