SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS NO ESTADO DE PERNAMBUCO

Notícias

CUT-PE elege nova direção em Congresso Estadual. Sindsep terá quatro representantes

02/12/2019



 

Unir e revigorar a luta sindical pernambucana. Foi com esse pensamento que as principais lideranças sindicais locais se reuniram no 15º Congresso Estadual da CUT-PE (CeCUT-PE), realizado entre os últimos dias 28 e 30 de novembro, no Recife. Debates, palestras, articulação e eleição da nova direção da Central fizeram parte do encontro que contou com uma importante representação do Sindsep-PE. Ao todo, foram 33 delegados do Sindicato.

Depois de muita articulação visando a união das diversas categorias de trabalhadores pernambucanos, a eleição contou apenas com uma chapa (foto), que foi eleita por aclamação de todos os presentes ao Congresso.  

O professor Paulo Rocha foi reconduzido à Presidência da Central Única dos Trabalhadores de Pernambuco. Para a vice, pela primeira vez os trabalhadores elegeram uma mulher: a diretora de Jovens e Mulheres do Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Caetés, Uedislaine de Santana. 

Os servidores federais de Pernambuco estarão representados por diretores do Sindsep que agora também assumem a CUT estadual. O diretor de imprensa e divulgação do Sindicato, Fernando Lima, foi eleito para a executiva da Central. Ele assumiu a Secretaria de Organização. Na diretoria da CUT-PE também estão o secretário geral do Sindsep, Felipe Pereira, a diretora de Formação Político-sindical, Elna Melo, e a diretora de Políticas Públicas, Gislaine Fernandes. Elna Melo também assume a diretoria nacional da CUT.

“O Sindsep-PE desempenhou papel importante para a formação da chapa única. Isso porque acreditamos que a união de todos é fundamental para enfrentarmos os ataques contra os trabalhadores que vêm sendo promovidos pelo atual governo”, comentou o coordenador geral do Sindsep-PE, José Carlos de Oliveira. 

O novo secretário de Organização da Central, Fernando Lima, e os diretores Felipe Pereira, Elna Melo e Gislaine Fernandes se mostraram entusiasmados com mais esse compromisso voltado para a defesa dos trabalhadores. Todos defenderam a CUT como sendo uma Central de fundamental importância para confrontar a política econômica e social que vem sendo levada a cabo no Brasil atual. 

Em seu discurso de posse, Paulo Rocha lembrou das lutas já enfrentadas pelos brasileiros durante os últimos 500 anos de história e conclamou todos os presentes para continuar lutando em defesa de seus direitos. "Há 500 anos éramos escravos. Há 100 anos, tivemos que brigar para que as mulheres e crianças tivessem uma jornada de trabalho de 10 horas. No século XX, diziam que se acabasse o trabalho infantil, o Brasil acabava. De lá para cá, tudo o que conquistamos foi com muita luta. E, agora, não será diferente. O atual momento é de resistência para que, em breve, possamos conquistar novos direitos", destacou.
 

« Voltar

Receba Nosso Informativo

X