Filiado à Cut e à Condsef/Fenadsef

Notícias

Em reuniões e Plenária, servidores debatem greve geral da categoria

10/01/2022




Representantes dos servidores públicos federais de todo o Brasil irão participar, nesta terça-feira (11), às 9h, da reunião do Conselho Deliberativo de Entidades (CDE). O encontro terá como principal pauta o debate em torno da possibilidade de uma greve geral da categoria. A forma como Bolsonaro vem tratando os servidores públicos, desde que ele assumiu a Presidência, tem provocado a indignação dos trabalhadores. O último episódio aconteceu recentemente quando Bolsonaro afirmou que os recursos previstos no Orçamento para reajuste salarial dos servidores só iriam contemplar as carreiras da Polícia Federal (PF), da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Departamento Penitenciário Nacional (Depen). 

Com salários congelados há 5 anos, os servidores do Executivo Federal também são contrários a Emenda Constitucional 95, que congelou os investimentos públicos por 20 anos, e a Reforma Administrativa (PEC-32) do governo Bolsonaro, que tem como principais objetivos promover o desmonte do serviço público para passar suas atribuições para os empresários e lotear os cargos públicos com apadrinhados políticos. 

“Não podemos aceitar isso. Bolsonaro é um presidente que, ao invés de trabalhar para beneficiar toda a população brasileira, só atua para atender aos interesses dos empresários, dos integrantes das Forças Armadas e policiais. A impressão que fica é que ele quer se utilizar dessas categorias para respaldar seu governo. Mas isso não irá acontecer porque esses profissionais têm compromisso com o país. Nós, os representantes da classe trabalhadora, iremos defender este país, a democracia, os princípios constitucionais e o serviço público a qualquer custo. Defender os serviços públicos é defender a sociedade e esta é a nossa missão. Bom lembrarmos que este ano é de eleição e esse homem será retirado do poder. Mas não podemos ficar mais um ano sem nenhum reajuste. Precisamos nos unir e nos mobilizarmos pelo reajuste para todos”, comentou o coordenador-geral do Sindsep-PE, José Carlos de Oliveira. 

Calendário

Na próxima sexta-feira (14), os representantes da Condsef/Fenadsef e do Sindsep-PE participarão da reunião do Fonasefe que além da greve geral do funcionalismo também organiza um Dia Nacional de Luta para o próximo dia 18. No dia 20, a partir das 9 horas, a Condsef/Fenadsef realizará uma Plenária Nacional, segunda maior instância deliberativa da entidade, que pode deliberar sobre a greve geral da base. 

Os cinco anos sem reajuste salarial, corroeram os salários da categoria, achatando o seu poder de compra. De acordo com levantamento do Dieese, as perdas salariais da maioria do Executivo podem ultrapassar 40% a depender da categoria, a exemplo de servidores do PGPE (Plano Geral Poder Executivo) e CPST (Carreira da Previdência, Saúde e Trabalho). Nessas duas carreiras se concentram a maioria dos servidores federais ativos, aposentados e pensionistas. Muitos servidores não conseguem mais pagar nem seus planos de assistência médica. Além disso, quase não se faz mais concurso público no Brasil. O resultado disso é uma carga cada vez mais pesada de trabalho.
 

« Voltar


Receba Nosso Informativo

X
Este website utiliza cookies

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência, otimizar as funcionalidades do site e obter estatísticas de visita. Saiba mais