SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS NO ESTADO DE PERNAMBUCO

Notícias

Fórum Social das Resistências, em Porto Alegre, teve participação do Sindsep-PE

27/01/2020



  • Delegação de Pernambuco com o ex-governador do Rio Grande do Sul, Olívio Dutra


O Fórum Social das Resistências 2020, realizado entre os dias 21 e 25 de janeiro, em Porto Alegre (RS) reuniu milhares de pessoas de todos os estados do Brasil e outros países. Uma delegação de Pernambuco com pessoas ligadas a movimentos sociais, entre eles o secretário geral do Sindsep-PE, José Felipe Pereira, se fez presente durante todo o encontro, que contou com 14 assembleias de convergências, com trocas de experiências e indicações de ações coletivas com foco em evitar a retirada de direitos e o retrocesso democrático no País.

Entre as atividades, ocorreu a reunião do Conselho Internacional do Fórum Social Mundial (FSM), que fez um balanço da última edição do evento central, ocorrido em Salvador (BA) em 2018, bem como dos acontecimentos mundiais em 2019; além de traçar diretrizes da próxima edição do FSM, que deve ocorrer no México, em janeiro de 2021.

O evento teve início, no dia 21, com a marcha de abertura (que partiu do Centro de Porto Alegre até o Anfiteatro Por do Sol). No dia 22, houve a assembleia de convergência sobre Trabalho, Saúde, Seguridade Social e Previdência, que aprovou um documento com agendas e propostas para enfrentar as políticas de retirada de direitos pelos governos neoliberais e fascistas. O texto foi encaminhado para apreciação na assembleia dos povos, realizada no dia 24. 

“Foi elencado um conjunto de ações que terão como objetivo estimular a resistência da população ao desmonte das políticas públicas do governo Bolsonaro, que atingem principalmente sobre a população mais pobre”, comentou Felipe.  

Embasaram as ações, a defesa do estado democrático de direito, a defesa da saúde pública e universal, o fim da privatização e da desnacionalização do patrimônio público, e o referendo revocatório da Emenda Constitucional (EC) 95/2016 e das contrarreformas trabalhista e da Previdência.

No dia 23, foram promovidas as Mesas de Debates com convidados nacionais e internacionais. As questões da democracia, dos direitos dos povos e do meio ambiente foram temas desse dia que reuniu nomes nacionais e internacionais ligados aos principais movimentos sociais de países como o Chile, Bolívia e Equador.

Na sexta-feira (24), durante a Assembleia dos Povos, realizada no auditório da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Instituições Financeiras do Rio Grande do Sul (Fetrafi-RS), foram apresentadas as principais agendas de luta em preparação para o Fórum Social Mundial de 2021. 

O Fórum Social das Resistências foi finalizado com atividades culturais e atos contra a guerra entre Estados Unidos e Irã e em solidariedade às vítimas de Brumadinho, realizados no Parque Farroupilha no sábado (25). A reunião do Conselho Internacional do Fórum Social Mundial também ocorreu nesse dia. 
 

« Voltar

Receba Nosso Informativo

X