Filiado à Cut e à Condsef/Fenadsef

Notícias

Geap amplia prazo de adesão sem carência e tira dúvidas na Plenária da Condsef

07/11/2014



Os servidores federais que ainda não aderiram à Geap terão um prazo maior para fazer essa opção. É que a Fundação ampliou a data limite para adesão sem carência até o próximo dia 15 de dezembro. Além disso, a Geap confirmou a possibilidade do servidor realizar convênio com outros planos de saúde para atendimento em locais com rede deficitária. A possibilidade, no entanto, está sujeita a negociação com planos locais. A Fundação de autogestão de planos de saúde sugeriu que os servidores a procurem sempre que considerarem importante que haja essa intervenção.

Outra notícia positiva é a de que a Geap contará com um representante na Plenária Nacional da Condsef, que acontece nos dias 22 e 23 de novembro, em Brasília. O representante da Fundação irá esclarecer dúvidas e ouvir demandas da categoria com relação ao plano.

A participação do representante foi acertada em uma reunião entre a Condsef e a Geap, no último dia 30 de outubro. Na ocasião, a Condsef repassou uma série de dúvidas e dificuldades que os servidores estão tendo com relação à Geap. Dentre elas, os problemas de atendimento da rede credenciada.

Segundo representantes do plano, a ampliação da rede credenciada também tem sido alcançada. Eles informaram ainda que, hoje, a Geap é um dos poucos planos de saúde que paga em dia a sua rede credenciada.

A Condsef sugeriu ainda o retorno dos conselhos estaduais, que podem se reunir de forma periódica para buscar solução para problemas locais, buscar reabertura de prazo para adesão sem carência, procurar convênio com outros planos para melhorar o atendimento dos beneficiários , entre outras questões.

A possibilidade de retomada dos conselhos estaduais deve ser levada ao Conselho Administrativo da Geap, que deve se reunir no próximo dia 12 de novembro. A expectativa é de que a Geap já se posicione sobre este assunto na Plenária da Condsef.

Representantes do plano esclareceram ainda que o déficit de mais de R$ 400 milhões descoberto em 2012 já está completamente sanado. No entanto, a meta de gastos de, no máximo, 75% da receita ainda não foi alcançada. Mas esse percentual está girando em torno de 90% a 95%, o que tem garantido o pagamento, em dia, da rede credenciada e reconquistado os conveniados que deixaram o plano.
« Voltar


Receba Nosso Informativo

X
Este website utiliza cookies

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência, otimizar as funcionalidades do site e obter estatísticas de visita. Saiba mais