Filiado à Cut e à Condsef/Fenadsef

Notícias

Governo não tem votos para aprovar a PEC-32. Mas pressão continua sendo fundamental

Fonte: Ascom Sindsep-PE
04/11/2021




O Observatório da Frente Parlamentar Mista do Serviço Público acabou de fazer um levantamento sobre a rejeição e o apoio dos parlamentares brasileiros à proposta de Reforma Administrativa (PEC-32) do governo Bolsonaro. Dos 308 votos necessários para aprovar a PEC na Câmara dos Deputados, o governo só tem a garantia de 230 votos. Segundo o levantamento, existem 232 parlamentares contrários à Proposta e 51 indecisos. 

Já no Senado, onde seriam necessários 49 votos para aprovar a proposta, o governo possui apenas 25. No entanto, o número de indecisos ainda é muito alto: 42. Ao todo, existem 14 senadores contrários à PEC. 

“O perigo mora nos parlamentares indecisos e, também, nos contrários ao projeto. Isso porque o governo já inaugurou um balcão de negócios, para contemplar os que mudarem de opinião e aprovarem a PEC, com emendas parlamentares de R$ 20 milhões. Além disso, a mais nova mentira espalhada pelo governo é a de que o pagamento do Auxílio Brasil depende da aprovação da PEC. Por isso, temos que nos unir e promovermos atos e ações nas ruas e nas redes sociais para convencer os parlamentares a rejeitarem a PEC”, comentou o coordenador geral do Sindsep-PE, José Carlos de Oliveira. 

Segundo a mais recente nota técnica do Dieese, a PEC-32 deverá piorar a situação fiscal da União, seja por aumento das despesas ou por redução das receitas.   

Pressão

Para pressionar os deputados a rejeitarem a PEC, servidores públicos federais, estaduais e municipais, de várias regiões do país, estão promovendo atos semanais em Brasília. Além disso, os trabalhadores estão usando suas redes sociais para enviar um recado aos parlamentares. E a mensagem enviada é clara: votou a favor da PEC-32, não voltará a ser eleito. A palavra de ordem é: se votar, não volta! 

A campanha Cancela Reforma, da Condsef/Fenadsef, já foi responsável pela mudança de votos de alguns parlamentares que haviam se declarado inicialmente a favor da proposta. No endereço da Condsef/Fenadsef (aqui), os servidores podem ter acesso ao material produzido para a campanha: vídeos e cards para as redes sociais. 

A campanha também está no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube. Procure por @cancelaareforma. Siga, curta e compartilhe os materiais da campanha e ajude a defender os serviços públicos brasileiros. 

Outra opção importante é o site Na Pressão (aqui). A página disponibiliza canais de comunicação com deputados e senadores. Por meio do site, o servidor pode enviar mensagens para os deputados federais, solicitando que eles rejeitem a proposta. O passo a passo é muito simples. Ao acessar a campanha, o servidor pode mandar seu recado pelo WhatsApp, e-mail ou telefone. É fundamental que todos participem desta luta e pressionem os parlamentares para que votem NÃO à Reforma Administrativa. 

No WhatsApp

Para receber todas as informações da luta contra a Reforma Administrativa, o interessado também pode enviar uma mensagem para o número de telefone: (61) 98357-4114. Imediatamente o seu WhatsApp estará cadastrado e ele passará a receber diversas informações direto no celular. Os funcionários públicos também podem enviar uma mensagem para o WhatsApp do Sindsep-PE Conectado: (81) 99976-2839. 

Podem ainda acessar a Enquete da PEC 32/2020 e votar na opção Discordo Totalmente. Para votar basta entrar no endereço eletrônico aqui.
 

« Voltar


Receba Nosso Informativo

X
Este website utiliza cookies

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência, otimizar as funcionalidades do site e obter estatísticas de visita. Saiba mais