SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS NO ESTADO DE PERNAMBUCO

Notícias

Greve geral nesta 6ª. Concentração a partir das 14h, na esquina da rua do Sol com Guararapes

Fonte: Ascom Sindsep-PE
12/06/2019





Representantes da CUT e outras seis centrais sindicais estiveram reunidos, nesta quarta-feira, 12 de junho, para definir os últimos preparativos para a greve geral prevista para a próxima sexta-feira, dia 14, em todo o país (foto). No Recife, o ato está marcado para começar às 14h, com concentração na esquina da rua do Sol com a Avenida Guararapes, no centro da cidade.

Antes da reunião, os dirigentes sindicais deram uma entrevista coletiva explicando os detalhes da greve. Até agora, além do Recife, já estão confirmados atos em mais de 20 municípios do interior do Estado, dentre eles Petrolina, Caruaru, Garanhuns, Palmares, Serra Talhada e Arcoverde. Das categorias que vão participar da paralisação estão metroviários, servidores públicos (municipais, estaduais e federais), professores universitários e de escolas públicas, petroleiros, metalúrgicos, bancários, enfermeiros e alguns setores do comércio.

No interior, os atos vão acontecer principalmente no horário da manhã, como, por exemplo, lá em Palmares. A partir das 8h30, várias categorias de trabalhadores da região, entre elas os servidores públicos, vão se concentrar em frente à sede do INSS, de onde sairão em caminhada até a praça central. Também estão previstos para os municípios do interior fechamento de BRs, para marcar o protesto dos trabalhadores rurais, um dos setores mais afetados com a reforma da Previdência.

Após a entrevista e a reunião das centrais, na parte da tarde várias entidades realizaram panfletagem na Praça do Derby, chamando atenção e conscientizando a população sobre a importância da greve. Nesta quinta (13), haverá outra ação de panfletagem na estação do metrô Joana Bezerra, convocando as pessoas a aderirem ao ato de sexta-feira.

Segundo Paulo Rocha, presidente da CUT-PE, a ideia de levar o ato para o centro do Recife, em uma das avenidas mais agitadas da cidade, foi atingir uma maior quantidade de trabalhadores, já que naquela área concentra muitas lojas, bancos e órgãos públicos, além de ser ponto de retorno de várias linhas de ônibus. Ou seja, seria uma forma de contemplar motoristas e cobradores de ônibus, que ainda não decidiram se vão parar. “A ideia é coroar nossa greve na avenida Guararapes, numa espécie de um grande Galo da Madrugada”, destacou Rocha se referindo ao maior bloco do mundo, que faz seu tradicional desfile de carnaval pela avenida Guararapes.

“O Sindsep-PE alerta os servidores federais sobre os riscos que a reforma representa para a categoria e convoca todos a participaram da greve geral. A reforma representa o Estado mínimo e a transferência do serviço público para a iniciativa privada. Precisamos reagir e nos juntar aos demais trabalhadores e dizer não à reforma da Previdência”, ressalta o coordenador geral do Sindsep, José Carlos Oliveira.

NACIONAL
Em todo o Brasil, a expectativa é que mais de 200 cidades realizem manifestações, incluindo todas as capitais. Além de reunir a classe trabalhadora, inclusive as pessoas que estão desempregadas, as atividades vão contar com a participação dos estudantes, organizações de mulheres, negros, LGBT e populares. 

A greve geral tem como principal pauta defender a previdência pública e acabar de vez com a criminosa Proposta de Emenda à Constituição (PEC 06/2019) do governo de Jair Bolsonaro, que pretende acabar com a aposentadoria dos trabalhadores. A população também vai às ruas defender o fim do corte do orçamento para a educação e exigir mais empregos e  lutar contra os retrocessos do atual governo.
 


« Voltar



Receba Nosso Informativo

X