SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS NO ESTADO DE PERNAMBUCO

Notícias

Incompetência do governo Bolsonaro afugenta investidores do Brasil

08/10/2020




Um governo que utiliza a máquina do Estado para fazer política partidária e reacionária, para promover o desmonte do Estado brasileiro e de sua política desenvolvimentista e para livrar seus integrantes da prisão. É assim que atua o governo Bolsonaro, em um misto de estupidez e submissão aos interesses dos Estados Unidos da América (EUA). 

A equipe econômica do atual governo trabalha unicamente para beneficiar o sistema financeiro, na contramão do que estão fazendo os países mais desenvolvidos do mundo, em meio a pandemia do novo coronavírus. Esses países acordaram para a importãncia das políticas de incentivo a produção local e a geração de empregos, redução de juros, taxação de produtos importados, redução da burocracia e investimentos em políticas públicas.

Mas, no Brasil, todos os investimentos estão sendo cortados para garantir o pagamento dos papéis da dívida pública que estão nas mãos de milionários brasileiros e estrangeiros. O montante executado com o serviço da Dívida Pública Federal em 2019 foi de R$ 1,038 trilhão, o que significou 38,3% do total de gastos

O medo do Brasil

Mas nem isso está dando certo. A incompetência do atual governo é gritante. A fuga de investidores estrangeiros do Brasil, em 2020, deve mais do que dobrar em relação ao registrado em 2019. O saldo entre aplicações e retiradas de estrangeiro ficará negativo em US$ 24 bilhões (R$ 134 bilhões) entre janeiro e dezembro, contra US$ 11,1 bilhões (R$ 62 bilhões) em 2019. 

Somando diferentes tipos de entradas e saídas, o Brasil terá um fluxo positivo de dinheiro estrangeiro em 2020 de apenas US$ 11 bilhões, bem abaixo dos US$ 59 bilhões de 2019. Ou seja, este governo está assustando não só a população brasileira, que a cada dia se sente mais escandalizada com uma nova atrapalhada, mas os investidores internacionais. 

“Além de não promover o desenvolvimentismo interno com geração de empregos e renda para a população, o governo tem sido incompetente até mesmo na aplicação da excludente política neoliberal que prioriza o sistema financeiro para atração de recursos. Eles não têm nenhuma condição de gerir a administração de um país. Bolsonaro precisa ser retirado da cadeira de presidente o mais rápido possível. Antes que leve este país à falência”, destacou o coordenador geral do Sindsep-PE, José Carlos de Oliveira.               

Países perdem capital de investimento e industrial quando deixam de ser competitivos. Isso gera o êxodo de empresas rumo a outros países. Isso aconteceu nos Estados Unidos da América (EUA). E o que o país para o qual Bolsonaro se humilha fez? Aumentou impostos para produtos oriundos dos países que estavam atraindo os investimentos e reduziu a carga tributária de estados tornando-os mais atraente. 

Não é a localização geográfica, o clima ou uma raça, como muitos querem fazer pensar, que determinam o sucesso de uma nação, mas como ela, através de seus representantes políticos, pavimentam o caminho para o desenvolvimento e para a soberania. Caminho do qual Bolsonaro se afasta mais a cada dia. 
 

« Voltar

Receba Nosso Informativo

X