Filiado à Cut e à Condsef/Fenadsef

Notícias

Lançamento nacional da Campanha Salarial 2015 será nesta quarta, 25

20/02/2015



O lançamento nacional da Campanha Salarial 2015 dos servidores federais será nesta quarta, dia 25, em Brasília. Como tem acontecido nos últimos anos, será realizado um ato público em frente ao Ministério do Planejamento. A Condsef e as outras 30 entidades envolvidas na campanha esperam ser recebidas pelo novo ministro da pasta, Nelson Barbosa. A expectativa é retomar um processo de negociação com o governo, que infelizmente não tem avançado nos últimos anos.


A pauta dos servidores federais é vasta, mas um dos principais eixos de luta em 2015 será a correção das distorções e reposição de perdas inflacionárias. Com base em estudos técnicos feitos pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), a categoria reivindica este ano um reajuste de 27,3%. 

 
Os servidores alegam que não tiveram reajuste entre os anos de 2010 e 2012. Sendo assim, eles se basearam na variação estimada do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), de agosto de 2010 a julho de 2016. Segundo cálculos de especialistas, essa variável deve girar em torno de 44%. Desse montante já foi descontado 15,8%, que foi o reajuste obtido pela categoria após greve de 2012, de forma parcelada, pago em 2013, 2014 e 2015. Lembrando que qualquer negociação este ano só terá impacto orçamentário a partir de 2016.

 
Confira abaixo, a pauta de reivindicações completa da Campanha Salarial 2015. Já existia um esboço desses eixos de luta desde o final do ano passado, mas eles só foram fechados, de fato, na reunião ampliada dos servidores públicos federais, realizada no dia 31 de janeiro passado.
 
Eixos de luta da Campanha Salarial 2015
Política salarial permanente com correção das distorções e reposição das perdas inflacionárias
Índice linear de 27,3%
Data-base 1º de maio
Direito de negociação coletiva (convenção 151 OIT)
Paridade Salarial entre ativos e aposentados
Retirada dos projetos do congresso nacional que atacam os direitos dos servidores;
Aprovação imediata dos projetos de interesse dos servidores
Isonomia salarial e de todos os benefícios entre os poderes 
Anulação reforma da previdência realizada através da compra de votos dos parlamentares 
Extinção do fator previdenciário
Incorporação de todas as gratificações produtivistas
Fim da terceirização que retira direito dos trabalhadores 
Concurso público pelo RJU
Combate a toda forma de privatização 
Pela aprovação da PEC 555/06 que extingue a cobrança previdenciária dos aposentados
Pela aprovação do PL 4434 que recompõe as perdas salariais
Regulamentação da jornada de trabalho para o máximo de 30 horas para o serviço público, sem redução salarial
PEC 170/2012 – aprovação de aposentadoria integral por invalidez
Liberação de dirigentes sindicais com ônus para o estado, sem prejuízo as promoções e progressões na carreira
Pela revogação do FUNPRESP e da EBSERH
 
 
 
« Voltar


Receba Nosso Informativo

X
Este website utiliza cookies

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência, otimizar as funcionalidades do site e obter estatísticas de visita. Saiba mais