Filiado à Cut e à Condsef/Fenadsef

Notícias

O 'Povo Pode?' será lançado em Brasília Teimosa neste sábado (07)

06/05/2022



O Povo Pode? - um país pelo olhar de brasileiros, documentário que reconstitui acontecimentos políticos dos últimos seis anos no Brasil, será lançado neste sábado (07) no Recife. A exibição do filme acontecerá, ao ar livre, na avenida Brasília Formosa, localizada na comunidade de Brasília Teimosa, bairro da zona sul da capital pernambucana. A exibição conta com o apoio do Sindsep-PE.  

O doc, que tem direção de Max Alvim e é co-produzido pela TV dos Trabalhadores (TVT), Instituto Alvorada Brasil e Canal i Produções, retrata a história de quatro nordestinos, João, Vani, Aurieta e Izaltina, e mostra como suas vidas foram transformadas no período em que Lula foi presidente e o Nordeste recebeu investimentos em todas as áreas, fazendo com a população local ascendesse economicamente e socialmente. Além de possuir gravações em todos os nove estados do Nordeste, o documentário também foi filmado em São Paulo, no Paraná e no Distrito Federal.

Os depoimentos dos quatro nordestinos são entrecortados por imagens de um Brasil recente que foi dominado por personagens e ações que tiveram como objetivo desmontar o país que vinha sendo construído. O documentário mostra imagens do golpe que retirou a ex-presidenta Dilma Rousseff do poder e recolocou a direita à frente das decisões do país. Traz ainda cenas e fotos relacionadas às ações ilegais da Lava Jato, de Sérgio Moro e de seus comparsas, como o promotor Deltan Dallagnol, que perseguiram as principais lideranças do Partido dos Trabalhadores (PT) e de partidos aliados, além de empresários, com o objetivo de retirar o PT do governo e evitar o seu retorno para que o projeto de desconstrução do Brasil como país nação fosse concretizado.       

Depois do Recife, o filme será exibido nas outras oito capitais nordestinas. Neste mês de maio, ele será exibido nas cidades de Maceió (AL) e Aracaju (SE). Depois de passar pelas capitais, o filme será distribuído para sindicatos, movimentos populares, universidades, associações e cineclubes. A ideia é a de que ele seja visto por 30 milhões de espectadores. O documentário também já está inscrito em mais de 20 festivais de cinema ao redor do mundo.

O filme foi viabilizado graças a um financiamento coletivo em parceria com o site Diário do Centro do Mundo (DCM), que garantiu os recursos iniciais para as filmagens. O filme também teve o apoio de quatro emendas parlamentares - todas elas transparentes - que viabilizaram os recursos para a finalização e distribuição do longa nessas capitais.

« Voltar


Receba Nosso Informativo

X
Este website utiliza cookies

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência, otimizar as funcionalidades do site e obter estatísticas de visita. Saiba mais