Filiado à Cut e à Condsef/Fenadsef

Notícias

Proposta da Ebserh para mudar progressão de carreira não é aceita

11/01/2022




A  pedido da Condsef/Fenadsef, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) estendeu o prazo para a Consulta Pública sobre a sua proposta de mudança na Norma de Progressão das empregadas e empregados da Empresa. O prazo foi prorrogado para o próximo dia 21 de janeiro. A Ebserh também agendou uma reunião com os membros da Mesa Nacional de Negociação Permanente para o dia 20 de janeiro (5ª feira), às 14h30. 

As trabalhadoras e trabalhadores não concordam com as mudanças propostas pela Ebserh porque são totalmente prejudiciais à carreira. Caso a norma seja alterada, o Sindsep-PE irá utilizar todos os recursos possíveis para derrubá-la, uma vez que não se pode mudar normas de modo a prejudicar os trabalhadores.

A Consulta Pública sobre a Norma de Progressão foi aberta no final do ano passado. Mas diante do pouco tempo para debate e participação dos trabalhadores(as), a Condsef/ Fenadsef solicitou a dilatação do prazo no último dia 27 de dezembro. O pedido ocorreu depois de uma reunião virtual que contou com a participação de representantes da Condsef/Fenadsef, representantes da categoria e dos próprios trabalhadores(as).  

Desde então, a Condsef/Fenadsef, sua assessoria jurídica e representantes dos empregados públicos analisaram a proposta de Consulta Pública e formularam diversas sugestões de alteração.

ACT's

Além de debater a progressão na carreira, os trabalhadores da Ebserh e representantes sindicais também querem debater o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) da categoria (2020/2021). O problema é que desde o ACT de 2019, com Bolsonaro na Presidência da República, que as negociações travaram. O ACT ainda não foi fechado porque a empresa pretende retirar uma série de direitos dos trabalhadores, além de reduzir seus salários. A empresa deseja mudar a base de cálculo do adicional de insalubridade, que hoje é pelo salário-base, para o salário mínimo. Com isso, diversos profissionais teriam redução de cerca de 30% em seus proventos. Além disso, não apresenta nenhuma proposta de reajuste aos salários e benefícios. 

No momento, está garantida a prorrogação de todas as cláusulas atualmente vigentes, até a assinatura do ACT. Mesmo com o impasse, no último dia 17 de dezembro, a Condsef/ Fenadsef protocolou, junto à Empresa, o novo ACT da categoria (2022/2023). 

"Somos a Estatal mais elogiada do Executivo Federal. Todos os tipos de assistências, exames, atendimentos, estudos e pesquisas realizadas nos Hospitais Universitários da Ebserh, em prol da sociedade brasileira, são produzidos através das mãos dos seus profissionais concursados. Este trabalho vem evoluindo a cada ano e tornando os Hospitais Universitários referências em saúde pública. Na pandemia, a Ebserh e seus profissionais, tiveram um papel fundamental na linha de enfrentamento contra a COVID-19, através da criação e funcionamento de centenas de leitos de UTI. Infelizmente os profissionais da Ebserh lamentam que o atual governo e a gestão da Ebserh esqueçam que este trabalho desenvolvido, reconhecido e elogiado pela sociedade são de responsabilidade dos seus trabalhadores e nos trate com grande desrespeito", comentou a diretora do Sindsep e trabalhadora da Ebserh, Gislaine Fernandes. 
 

« Voltar


Receba Nosso Informativo

X
Este website utiliza cookies

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência, otimizar as funcionalidades do site e obter estatísticas de visita. Saiba mais