SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS NO ESTADO DE PERNAMBUCO

Notícias

Sindsep-PE defende a liberdade de Louisa Hanoune

16/05/2019



O Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Pernambuco (Sindsep-PE) se posiciona, mais uma vez, contra as arbitrariedades praticadas em prejuízo à democracia mundial. No último dia 9 de maio, o Tribunal Militar de Blida, na Argélia, promoveu a prisão da secretária-geral do Partido dos Trabalhadores daquele país, a senhora Louisa Hanoune.

A prisão ocorre em meio a uma grande crise política existente naquele país. Há mais de dois meses o povo argelino promove mobilizações exigindo o fim do regime. Todas as sextas-feiras, milhões de pessoas têm ido às ruas com gritos de “Fora o Sistema” e pedindo uma revolução democrática. Para não perder o controle, os militares iniciaram uma série de prisões, no início de maio, com a desculpa de estarem promovendo uma campanha anticorrupção, mas que, na verdade, é uma maneira de eliminar seus adversários políticos.

A secretária-geral do Partido dos Trabalhadores da Argélia foi presa ao atender uma convocação para prestar depoimento como testemunha em um processo.

Louisa tem sua história ligada ao movimento sindical e sempre lutou em defesa dos trabalhadores argelinos, pela implantação de uma verdadeira democracia naquele país e pela soberania das nações. Em 2004, foi a primeira mulher argelina a candidatar-se à Presidência da República, voltando a ser candidata em 2009 e em 2014. Foi, ainda, deputada da Assembleia Nacional por cinco mandatos consecutivos desde 1997 e é uma das coordenadoras do Acordo Internacional dos Trabalhadores e Povos.

O Sindsep-PE denuncia a detenção de Louisa Hanoune,  por entender que esse ato representa uma arbitrariedade, e se soma a diversas entidades brasileiras e de outros países do mundo que pedem a libertação imediata e incondicional da militante.   

 

« Voltar

Receba Nosso Informativo

X