Filiado à Cut e à Condsef/Fenadsef

Notícias

Sindsep promove ação solidária no 18J, Dia Nacional de mobilização

14/01/2022




Os representantes dos servidores federais de Pernambuco irão realizar mais uma ação solidária no Dia Nacional de Mobilização em defesa do reajuste linear para o funcionalismo público federal e contra a Reforma Administrativa (PEC-32), que ocorrerá na próxima terça-feira (18). A direção do Sindsep-PE e servidores filiados farão, a partir das 12h, a distribuição de marmitas no centro do Recife, para a população em situação de vulnerabilidade, em parceria com o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). O Sindicato contribui mensalmente com recursos para a compra de alimentos e distribuição de marmitas pelo projeto Mãos Solidárias, do MST. Na ocasião, ocorrerá o lançamento da campanha salarial 2022 dos servidores federais.

Além dessa ação solidária, o Sindsep irá encaminhar áudios para os programas de rádio “Você faz a Notícia”, da Rádio Clube, e “Redator Comunitário”, da Universitária FM. Nas gravações, o Sindicato informa à população sobre a situação pela qual passam os servidores públicos no governo Bolsonaro e sobre a campanha salarial. Esses áudios também serão veiculados por dois carros de som que circularão pelos bairros do Recife nesta segunda e terça. 

Em Brasília, a Condsef/Fenadsef promoverá um ato, às 10h, em frente ao Banco Central, onde servidores discutem a entrega de cargos e o início de uma greve em protesto ao orçamento de 2022 e sinalizações do governo de tratamento diferenciado apenas a algumas categorias. Às 14h, haverá outro ato no Ministério da Economia. Protestos e atos acontecerão nos mais diversos estados brasileiros. 

Os servidores, que já vinham lutando contra a PEC-32, ficaram indignados depois que o governo reservou uma quantia de R$ 1,7 bilhão para reestruturação de carreiras do funcionalismo e o presidente Bolsonaro afirmou  que os recursos só iriam contemplar as carreiras da Polícia Federal (PF), da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Departamento Penitenciário Nacional (Depen). 

A indignação aumentou porque a maioria dos funcionários públicos está com salários congelados há cinco anos. "Acumulamos perdas salariais que podem ultrapassar 30% no mesmo período. Isso tem causado um grande desfalque em nossos orçamentos. Tem servidor público que não tem mais nem como pagar seu plano de saúde. Precisamos nos unir e ir a luta", destacou o coordenador-geral do Sindsep-PE, José carlos de Oliveira. "Precisamos que o maior número de filiados se una a nós e participe deste ato do dia 18. Precisamos mostrar força", comentou o secretário-geral, Felipe Pereira. Considerando apenas 2020, a perda ultrapassa 10%, resultado do IPCA acumulado em 10,74%. 

Além dos servidores do Banco Central, já houve entrega de cargos na Receita Federal, entre fiscais do Trabalho e fiscais agropecuários, sinalizando a crise instalada entre os servidores e o governo. No próximo dia 20, a Condsef/Fenadsef realiza uma Plenária Nacional da maioria dos federais onde estará em pauta a realização de uma greve geral reivindicando reajuste para o conjunto do funcionalismo.
 

« Voltar


Receba Nosso Informativo

X
Este website utiliza cookies

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência, otimizar as funcionalidades do site e obter estatísticas de visita. Saiba mais