SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS NO ESTADO DE PERNAMBUCO

Notícias

Todo dia é dia de luta contra a discriminação

20/11/2020



  • João Alberto Silveira Freitas tinha 40 anos e foi espancado até a morte


O Brasil acordou estarrecido com a informação de que um homem negro havia sido espancado e assassinado por seguranças do Carrefour, em Porto Alegre (RS), na noite dessa quinta-feira (19), horas antes do Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra. João Alberto Silveira Freitas tinha 40 anos e foi espancado até a morte depois de uma discussão com uma funcionária da loja. Algo que acontece corriqueiramente em um Brasil de ânimos exaltados, mas que nunca levou um homem branco à morte.  

Vídeos circulam na internet mostrando o espancamento no estacionamento da loja e a tentativa de socorristas de salvarem o homem. Até quando mais? Todos os dias morrem pessoas negras brutalmente assassinadas nas periferias do Brasil. Os dois assassinos - um deles policial militar - estão presos. Mas isso não resolve a questão. O racismo está na raiz do abismo social brasileiro. 

A cada dia que se passa, o Brasil se torna mais violento. Racistas, homofóbicos e machistas passaram a se sentir empoderados e autorizados a praticar a violência ao se verem representados por Jair Bolsonaro - um homem que pensa como eles e chegou à Presidência da República. A barbárie está instalada. Não adianta apenas não ser racista. Os brasileiros precisam ser antirracistas, anti-homofóbicos, antimachistas e antifascistas para superarmos a situação de desigualdade em que nos encontramos.   

Todo dia é dia de lutar contra a discriminação e lembrar que todas as vidas importam!

« Voltar

Receba Nosso Informativo

X