SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS NO ESTADO DE PERNAMBUCO

Notícias

Volta de recesso parlamentar com ato público em Brasília

Fonte: Ascom Sindsep-PE
02/08/2021



Oficialmente o Congresso Nacional voltou às atividades nessa segunda-feira, 2 de agosto, mas na prática as atividades parlamentares, como sessões, plenários e comissões, serão retomadas nesta terça, 3. Para marcar essa volta e pressionar os deputados e senadores a votarem contra a reforma administrativa do governo Bolsonaro (PEC 32), as centrais sindicais e entidades nacionais de servidores públicos realizam ato público em Brasília.

A manifestação começa logo cedo. Os servidores farão plantão nos aeroportos para acompanhar a chegada dos parlamentares. Além disso, às 14h, está marcado um ato público no gramado em frente ao Congresso Nacional. Segundo o secretário geral da Condsef/Fenadsef,  Sérgio Ronaldo, o objetivo é conseguir uma audiência com o presidente da Câmara, o deputado Arthur Lira (PP-AL).

O ato público desta terça-feira, 3 de agosto, faz parte de um calendário de atividades proposto por servidores públicos das três esferas (federal, estadual e municipal), de todas as centrais sindicais. A deliberação aconteceu em encontro nacional da categoria, realizado pela Central Única dos Trabalhadores, na semana passada. No encontro, sabendo dos impactos negativos causados pela ameaça da reforma administrativa, o funcionalismo propôs também uma greve geral dia 18 deste mês. 

Para ratificar a greve do dia 18, a Condsef/Fenadsef está convocando uma plenária para o próximo sábado. “Vamos referendar a greve. Temos motivos de sobra para isso. Se ela foi determinada pelo conjunto de servidores é legítima e necessária. Vamos fazer mobilizações e fechar órgãos se for preciso”, explica Sérgio Ronaldo.

ENCONTRO NACIONAL 
Durante o encontro nacional, os servidores públicos produziram também um manifesto (disponível no site do Sindsep-PE). Nele, ressaltam a importância de realizar assembleias nos locais de trabalho para a construção da greve do dia 18 de agosto, bem como criar comandos para mobilizar e organizar atos unificados por todo o Brasil.

Como encaminhamento também são apontadas a necessidade de ações para pressionar vereadores e deputados estaduais; fazer visitas e demandar o posicionamento de governadores e prefeitos; conseguir espaço nos meios de comunicação, como rádio e TV; e utilizar as mídias sociais para divulgar, reivindicar e fazer denúncias.

A PEC-32 é uma proposta de emenda constitucional desfavorável ao setor e que afetará diretamente as três esferas (federal, estadual e municipal), além da sociedade como um todo, já que vai precarizar o serviço público e acabar com políticas públicas importantes que beneficiam principalmente a parcela mais carente.



Arquivo: manifesto-final.pdf
« Voltar

Receba Nosso Informativo

X
Este website utiliza cookies

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência, otimizar as funcionalidades do site e obter estatísticas de visita. Saiba mais